só os jovens falam de sexo?

"A casa dos budas ditosos"

O novo livro do escritor brasileiro João Ubaldo Ribeiro não fala nem de casa, nem de budas e muito menos de budas ditosos, alegres e sortudos. Na verdade, as 164 páginas contam a história de uma mulher de 68 anos. E não por acaso, essa mulher viveu intensamente um dos sete pecados capitais: a luxúria.

Cada um dos pecados foi entregue como tema a grandes nomes da literatura nacional. Dentre eles, coube a João Ubaldo Ribeiro, já conhecido por sua afinidade com o mundo libidinoso, escrever da forma que lhe conviesse sobre o mundo da luxúria.

E para tanto ele usou – e abusou – do relato dessa senhora sexagenária que ninguém sabe ao certo se existe, a não ser ele próprio e ela, é claro. Mas Ubaldo Ribeiro fez questão de deixar claro em nota preliminar, que recebeu um pacote com a transcrição datilografada de fitas gravadas por ela e ele teria sido somente o responsável pela edição dos depoimentos em formato para publicação.

Sem nome, sem identidade, sem locais definidos, o livro vem numa linguagem desenfreada, quase sem vírgulas, sem pontos, sem diálogos. Uma leitura rápida, como uma conversa empolgada entre amigos que não se vêem há bastante tempo. Tudo em um fluxo de idéias e sentimentos que se confundem com Ubaldo Ribeiro e essa senhora sem apelido e sem sobrenome.

Para entender a obra é preciso se desfazer de qualquer preconceito sexual. Se você já passou dessa parte, vá para o próximo ponto: é preciso ter mente aberta. Se você também se acha capaz de tanto, pronto, pode ir para o próximo tópico: começar a ler.

Depois de ter os requisitos confrontados, prepare-se para se desfazer dos seus limites. Esteja pronto (a) para uma literatura de provocação, de alteração da sua consciência e da sua relação com sexo. Com uma filosofia de botequim requintada e requentada e sem deixar de ser corajosa, já que foi relatada por uma idosa, A casa dos budas ditosos faz uma visita nada cômoda a nossos valores mais profundos e, como nas palavras da própria senhora luxuriosa, transforma limões azedos em laranjas doces.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s